DROGAS RELACIONADAS A CASOS DE INTOXICAÇÕES EM CÃES

Bruno Almeida ABREU, Denise Aparecida da SILVA

Resumo


Introdução: As intoxicações provocadas por drogas ocorrem com frequência em animais de companhia e, muitas das vezes estão relacionadas a medicamentos de uso humano. Metodologia e objetivo: trata-se de um estudo retrospectivo referente aos casos de intoxicações provocadas por drogas em cães atendidos em duas Clinicas Veterinárias no município de Itaperuna /RJ com o objetivo de avaliar a incidência de intoxicação em animais bem como o perfil dos animais acometidos quanto ao sexo e idade e as drogas mais frequentemente envolvidas. Resultados: no período avaliado (2010 a 2012) foram atendidos no total 1.963 cães, dentre os quais 270 receberam o diagnóstico de intoxicação provocada por fármacos (13,75% dos animais atendidos) e 1.693 receberam outros diagnósticos (86,25% dos cães atendidos). Dentre os animais intoxicados, 51,85% eram fêmeas e 48,15% machos. A média de idade no ano de 2010, somando-se machos e fêmeas, foi de 2,6 anos enquanto que no ano de 2011 foi 2,1 anos e em 2012 foi de 3,2 anos. Os fármacos relacionados aos casos de intoxicação foram os Organofosforados (32,96%), seguidos pelo grupo químico das Amidinas (27,41%), pelos Carbamatos (22,59%), pelos Piretróides (15,19%), pelas Avermectinas (1,48%) e pelas Tetraciclinas (0,37%). Conclusões: os quadros de intoxicação em cães são mais frequentes em fêmeas, em animais com idade entre dois e três anos, sendo os agrotóxicos os fármacos mais envolvidos, em especial os organofosforados. Os resultados implicam na necessidade de orientação adequada aos proprietários quanto ao uso de produtos ectoparasiticidas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Acta Biomédica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.