PREVALÊNCIA DA Mycobacterium tuberculosis NO COMPLEXO PRISIONAL DO MUNICÍPIO DE ITAPERUNA, RJ

Francislene FERREIRA SILVA, Marcos Paulo Machado THOMÉ, Cristiano Guilherme Alves de OLIVEIRA

Resumo


A presença da tuberculose em sistemas prisionais é descrito como uma ameaça a saúde pública. O presente estudo objetivou a determinar a prevalência da Mycobacterium tuberculosis no sistema prisional Diomedes Vinhosa Muniz em Itaperuna, Rio de Janeiro. O estudo foi submetido e aprovado pelo comitê de ética em pesquisa da Faculdade Redentor em Itaperuna e autorizado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) do estado do Rio de Janeiro. Participaram da pesquisa 10% do total de detentos condenados, estes assinaram um termo de consentimento livre e esclarecido, preencheram um questionário sócio econômico e epidemiológico em seguida foi coletado o material biológico para realização da baciloscopia. Os resultados indicaram que 69% dos detentos analisados não completaram o ensino fundamental, 30% é originário de comunidades faveladas, 55% possuem uma renda mensal de até 2 salários mínimos, 79% consumiam tabaco, 64% relataram que tiveram tosse por mais de 3 semanas, 65% declaram a maconha como a droga ilícita preferencial e 51% usavam cocaína, 3% declararam se portador do HIV, 42% tiveram contato com indivíduos com a tuberculose e 3% dos detentos haviam a presença da Mycobacterium tuberculosis. Logo, conclui-se que no sistema prisional Diomedes Vinhosa Muniz houve uma baixa prevalência da M.ycobacterium tuberculosis.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Acta Biomédica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.