ESTUDO DAS PRESCRIÇÕES MEDICAMENTOSAS EM UMA FARMÁCIA BÁSICA DE ITAPEMIRIM, ESPÍRITO SANTO - BRASIL

Raphael Laiber BONADIMAN, Renata Laiber BONADIMAN, Samuel Laiber BONADIMAN, Denise Aparecida SILVA

Resumo


Uma pesquisa foi realizada à partir da avaliação de prescrições medicamentosas apresentadas durante o período de dois meses em uma farmácia básica do município de Itapemirim, Espírito Santo. O objetivo foi verificar os principais erros encontrados nas prescrições, a fim de se estabelecer informações para melhor orientação aos profissionais de saúde. No total foram avaliadas 3536 prescrições, dentre as quais 1653 receitas continham erros (46,75%). Os erros encontrados com maior frequência estavam relacionados à prescrição de acordo com a DCB (52,99%) e ao carimbo do prescritor (27,22%). Outros erros incluíram rasura (19,60%), concentração do medicamento (14,03%), posologia (12,95%), ilegibilidade (10,16%), data (9,80%), identificação do paciente (8,95%), via de administração (7,99%) e identificação do prescritor (0,66%). A maior parte dos medicamentos dispensados deu-se em receituário simples e a maioria das prescrições foi realizada por médicos. Dentre o total de 9235 medicamentos prescritos, 3270 (35,41%) não foram atendidos devido à falta de medicamentos contendo o componente básico. De acordo com a metodologia aplicada pode-se concluir que mais de 50% dos profissionais não realiza suas prescrições de acordo com a DCB, sendo também frequentes outros erros tais como a falta do carimbo do profissional prescritor na receita e rasuras nas prescrições, o que pode resultar em erros de dispensação e consequente erro de medicação. Além disso, os resultados demonstraram maior demanda de medicamentos em relação à sua disponibilidade nos serviços de atendimento público.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Acta Biomédica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.