NORMAS E PADRÕES PARA PRODUÇÃO DE BIOMASSA COMPACTADA NO MUNDO: EM BREVE O BRASIL TERÁ A SUA?

Igor Cassiano RANGEL, Fabrício Freitas da SILVA, Claudio Luiz Melo SOUZA, Milthon ERTHAL Junior, Geraldo de Amaral GRAVINA, Aldo SHIMOYA

Resumo


Neste artigo, buscou-se literatura técnico-científica que determinasse padrões de qualidade na produção de briquetes e péletes no Brasil, entretanto nada foi encontrado. Assim, foi feito um estudo para se verificar como são estabelecidos os parâmetros para esses produtos; posteriormente, realizou-se uma análise em nível internacional da evolução dos mesmos. Utilizou-se a pesquisa bibliométrica para quantificar estudos recentes na área, retornando 41 trabalhos na base SCOPUS e apenas seis na base Web of Science (ISI). Dentre eles verificou-se que apenas 18 da base SCOPUS e nenhum da base ISI tinham aderência ao assunto proposto. Com isso, foi possível verificar a ausência de padrões e conformidades bem estabelecidos para a qualidade da produção brasileira, dificultando a entrada no mercado internacional, necessitando com urgência de subsídios técnico-normativos para certificação internacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18571/acbm.153

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Acta Biomedica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.