REGULAMENTAÇÃO PARA A VENDA DE ANTIBIÓTICOS NO BRASIL E SUA ACEITAÇÃO PELA POPULAÇÃO

Phalon de Sousa Galvão MULLER, Lorena Fonseca da SILVA, Cristiano Guilherme Alves de OLIVEIRA, Denise Aparecida da SILVA

Resumo


Introdução e objetivos: a regulamentação referente à venda de antibióticos foi introduzida visando limitar o seu uso abusivo. O objetivo da pesquisa foi avaliar a aceitação da população em relação a tais medidas. Metodologia: foi aplicado um questionário aos clientes de uma farmácia localizada na região central do município de Itaperuna de setembro de 2014 a fevereiro de 2015, com questões referentes ao uso de antibióticos e à legislação vigente sobre sua venda. Resultados e conclusões: Foram entrevistados 100 indivíduos de ambos os sexos com idade de 18 a 87 anos sendo 55% do sexo feminino e 45% do sexo masculino. Os resultados permitiram concluir que a maioria dos entrevistados têm conhecimento e concorda com a nova regulamentação acerca das vendas de antibióticos; quanto maior a idade menor o conhecimento da legislação; quanto maior o nível de escolaridade maior o conhecimento da legislação; quanto maior o nível socioeconômico maior a tentativa de compra de antibióticos sem prescrição; a procura por antibióticos é maior pelas mulheres até 37 anos de idade, à partir da qual a procura maior pelos antibióticos é no sexo masculino; as principais patologias que levam à procura de antibióticos são amigdalite seguida de infecção urinária e sinusite; algumas farmácias não seguem corretamente a legislação referente à venda de antibióticos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Acta Biomédica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.