AVALIAÇÃO DO DÉFICIT DE HEMOCOMPONENTES EM DUAS UNIDADES DE HEMOTERAPIA PÚBLICAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Juliano Gomes BARRETO, Melissa de Souza MORAES, Shirley Lopes de CASTILHO

Resumo


O presente trabalho busca uma avaliação da necessidade de aumento nas doações de sangue para suprir as demandas transfusionais do Hemocentro Regional de Campos e Hemonúcleo de Rio Bonito, baseado em levantamento de dados retrospectivos referentes aos anos 2016 e 2017. No Hemocentro Regional de Campos observou-se uma demanda reprimida crescente tanto em Concentrados de Hemácias (22,7% e 25,2%), como em Concentrado de Plaquetas (50,3% e 61,2%) entre os anos avaliados, enquanto que no Hemonúcleo de Rio Bonito observou-se uma redução na demanda reprimida de Concentrados de Hemácias (39,4% e 30,5%) no mesmo período. Em relação a taxa de comparecimento de doadores foi possível observa um percentual de 2,3% no Hemocentro de Campos em ambos os anos enquanto que no Hemonúcleo de Rio Bonito esta taxa foi de 0,5% e 0,7% nos respectivos anos de 2016 e 2017. Conclui-se que a média anual de doações nas Unidades Hemoterápicas pesquisadas se encontram inferiores ao percentual recomendado pela OMS (3%), demonstrando necessidade de intensificação nas campanhas de doação de sangue e melhor oferta de acesso aos doadores nos Serviços de Hemoterapia.

 

Palavras Chave: Doadores; Transfusão sanguínea; Hemoterapia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18571/acbm.184

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Acta Biomedica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.