INCIDÊNCIA DE INFECÇÕES DO TRATO URINÁRIO EM GESTANTES E CORRELAÇÃO COM O TEMPO DE DURAÇÃO DA GESTAÇÃO

Samara Pavan da VEIGA, Veridiana Lenartovicz BOEIRA, Claudinei Mesquita da SILVA, Leyde Daiane de PEDER

Resumo


As infecções do trato urinário são frequentes durante o período gestacional e as complicações se associam a significativos problemas. O estudo objetivou verificar a incidência de infecções do trato urinário durante a gestação e a correlação com a duração do período gestacional identificando complicações com o parto prematuro e o baixo peso ao nascer. Trata-se de um estudo retrospectivo com análise de Declarações de Nascidos Vivos e análise de laudos laboratoriais de exame de urina I de gestantes atendidas pelo Laboratório Municipal de Marmeleiro – PR, durante o período de pré-natal. A incidência de infecção do trato urinário encontrada foi de 10,1% e dentre essas, 18,2% tiveram parto prematuro. Das que tiveram parto prematuro, 63,6% não apresentavam os 3 exames de urina I preconizados pelo Programa Rede Mãe Paranaense; 10,4% dos bebês apresentaram baixo peso ao nascer e 33,3% nasceram de períodos gestacionais com incidência de infecção urinária. A partir dos resultados concluiu-se que existe correlação entre a incidência de infecções do trato urinário na gestação e o aumento das taxas de prematuridade.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18571/acbm.125

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Acta Biomedica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.