DIOCTOFIMOSE EM UM CÃO PROVENIENTE DO MUNICÍPIO DE VALENÇA, RJ: RELATO DE CASO

Laís Zacaron MARQUES, Beatriz Abdalla Ferraz de BARROS, Fabrício Nascimento GAUDÊNCIO, Cristiane Nunes Coelho da ROCHA, Lilian Cristina de Sousa Oliveira BATISTA

Resumo


Dioctophyma renale é o maior nematóide conhecido. Seu parasitismo tem sido descrito em várias espécies animais e no homem. Este helminto localiza-se preponderantemente no rim direito ou livre na cavidade abdominal de seus hospedeiros. Sinais clínicos como abatimento, inapetência e emagrecimento podem estar associados à dioctofimose, apesar do curso da parasitose ser muitas vezes assintomático nos animais e pessoas infectadas. O único tratamento eficaz é a remoção cirúrgica do parasito e, em alguns casos, do rim afetado. O presente trabalho teve como objetivo relatar um caso de parasitismo por Dioctophyma renale em um cão no município de Valença/RJ. O animal foi resgatado por apresentar um tumor na pata e também hérnia perianal, mas ao caminho da policlínica veterinária apresentou também uma urina de odor fétido, que através da urinálise observou-se presença de ovos compatíveis com os de Dioctophyma renale.Dado o diagnóstico e localização do parasito, o animal foi encaminhado para a Policlínica de Pequenos Animais, da Faculdade de Medicina Veterinária de Valença, onde optou-se pela nefrectomia do rim afetado.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18571/acbm.116

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Acta Biomedica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.